Skip to main content

Nova Iorque vista de cima (4 Julho)

O dia 4 de Julho é o dia do feriado americano, o dia da Declaração da Independência dos Estados Unidos da América, cujas comemorações vimos tantas vezes em diversos filmes. Num dia tão importante como este pensámos que seria difícil visitar qualquer que fosse o monumento. O avião esperáva-nos ao final da tarde, pelo que de manhã ainda havia tempo para visitar o Empire State Building.

No hotel havia um balcão onde podíamos adquirir bilhetes para monumentos e espectáculo, claro que aproveitámos a oportunidade para saber se o Empire State Building estaria fechado e, não estando, comprámos logo ali os bilhetes para evitar filas que se costumam fazer grandes. O meio de transporte mais utilizado nestes dias em Nova Iorque foi, sem dúvida, o par de sapatilhas. Com os bilhetes no bolso, metemos sapatilhas ao caminho e lá fomos nós numa bela caminhada pela manhã até ao Empire State Building que fica na intersecção da 5th Avenue com a West 34th Street.

Read More

Facebooktwittergoogle_pluspinterestlinkedinmail

City Tour em Nova Iorque (3 de Julho)

Uma vez que tínhamos cerca de 2 dias para visitar a imensa Nova Iorque, que tanto tem para ver, optámos por um City Tour na manhã do segundo dia de estadia na Big Apple.

Nova Iorque não tem uma ponta por onde se comece mas nada melhor que começar na zona do coração verde da cidade. O Columbo Circle, uma homenagem ao navegador europeu Cristóvão Colombo, foi construída em cumprimento dos 400 anos da América. Esta estátua fica na intersecção da Broadway com Central Park West, Central Park South (59th Street) e Eighth Avenue no sudoeste do Central Park.

Read More

Facebooktwittergoogle_pluspinterestlinkedinmail

Nova Iorque, cheguei! (2 de Julho)

Quando abri os olhos já pela manhã ainda o cruzeiro não tinha atracado no porto de Miami. Como havia um avião para apanhar, foi precisa muita pressa na hora de arranjar, fechar malas, tomar pequeno-almoço e sair para tentarmos ser dos primeiros a sair (por volta das 7h da amanhã) sob risco de perder o avião para NY. Habitualmente as pessoas que saem depois das 9h da manhã do cruzeiro podem meter as malas à porta dos quartos na noite antes da saída e as malas são recolhidas e entregues já fora do cruzeiro. Como nós tínhamos pressa levámos as nossas malas e lá fomos nós à nossa vida, com a curiosidade de quem está prestes a conhecer a Big Apple. No raio-X do aeroporto vi pela primeira vez uma máquina inovadora que nunca tinha visto em nenhum dos aeroportos por onde já passei, entra-se lá para dentro descalço (o chão estava frio) e à primeira impressão parece uma cabine de duche mas não sai água de lado nenhum, a máquina tira uma espécie de fotografia a 360º, não vá alguém ter uma pistola escondida sabe Deus onde. Não contentes por me terem tirado uma radiografia ainda me quiseram revistar a mochila, ora eu vou sempre com a mochila cheia de coisas, é livros, revistas, bolachas, carteira, máquina fotográfica, passaporte, toalhitas, casaco, lenço, óculos de sol, entre outras tantas coisas. Com o que é que estes senhores podiam embirrar? Com a imagem da Nossa Senhora de Fátima que carrego na carteira há uns 10 anos e que já viajou comigo pelo mundo fora! E explicar o que era aquilo em inglês? Tenho cá para mim que a religião assusta os americanos, seja ela qual for.

Read More

Facebooktwittergoogle_pluspinterestlinkedinmail

Miami, Bahamas e Nova Iorque

Terminou mais uma viagem, desta vez para o lado oposto do mundo, o destino desta vez passou pela América do Norte.
O plano de viagem estava bem definido e desta vez não foi uma viagem feita à nossa medida, foi um pack já montado mas que nesta altura, e devido à falta de tempo para planear tudo, era a melhor forma de viajar sem falhar nenhum pormenor.

O plano da viagem era o seguinte: quatro noites em Miami Beach, cruzeiro de três noites nas Bahamas e mais 3 noites em Nova Iorque. Começou no dia 25 de Junho e terminou ontem, 5 de Julho.


View USA Trip in a larger map

Facebooktwittergoogle_pluspinterestlinkedinmail