Skip to main content

Biografia

Os meus 30 anos e pouco não me permitem ter uma biografia muito extensa, ainda assim há sempre qualquer a dizer sobre esta ainda curta vida que vou vivendo.

Nasci e cresci numa aldeia à beira do mar e o mar sempre foi uma espécie de porto de abrigo, um pilar na minha vida. É-me impossível estar longe do mar por muito tempo, tenho de vê-lo, e sentir o seu cheiro que na minha praia é muito intenso. O mar faz parte de quem sou, não fosse eu neta de um pescador de Arte Xávega que exerce esta arte há mais de 50 anos.

Apesar do gosto pelas viagens e pelas culturas alheias incutido pelos meus pais, o meu Curriculum de viajante é ainda muito reduzido. Com os meus pais, e ainda enquanto criança, conheci Portugal de lés-a-lés e depois alguns lugares de Espanha, nomeadamente Barcelona, Palma de Maiorca e Tenerife. Aos 14 anos fiz uma viagem a Paris com os colegas da escola e nunca perdi a esperança de lá voltar para, agora, ver com outros olhos a cidade-luz. Só aos 16 anos entrei pela primeira vez num avião e a experiência foi tão boa ou tão má que passei 4 anos a desejar poder andar de novo de avião. Já conto com os Açores, em particular a ilha de São Miguel, no meu CV de viajante e não há nenhum recanto da Madeira por onde não tenha passado nas várias viagens que lá fiz. Cuba, Irlanda, Reino Unido, França e Espanha são alguns dos locais mais marcantes por onde passei.

Em Outubro de 2011 aventurei-me com um grupo de amigos e fui para terras asiáticas, num misto de viagem cultural, descanso e visita à família. Singapura, algumas ilhas da Indonésia e Vietname foram os sítios por onde passei, culminando esta viagem num momento cultural sublime, um casamento vietnamita cujo protagonista foi o meu irmão.

Em Junho de 2012, em jeito de comemoração do casamento, viajei para Miami, fiz um cruzeiro nas Bahamas e em dois dias fiz quilómetros a pé em Nova Iorque.

Em Outubro de 2012 voltei a Paris, desta vez com um plano feito por mim, mediante os pontos turísticos que já conhecia e adequado aos dias que ia estar na cidade-luz. O plano sofreu ligeiras alterações mas foi bem sucedido, sou capaz de ter futuro a fazer planos de viagem!

Em Setembro de 2013 meti pela primeira vez o pé no continente africano. Cabo Verde foi o país escolhido e passei uma semana entre a ilha do Sal e de Santiago.

Em 2014, por motivos de força maior, fiquei-me por Portugal sem conhecer um novo sítio neste ano, mas envolvida numa aventura muito maior.

Em Abril de 2015 viajei até Amesterdão, na perspectiva de ir conhecendo cada vez mais cidades europeias. Foram 4 dias diferentes, com algum mau tempo mas que não foi suficiente para me afastar do objectivo de conhecer o mais possível desta cidade vibrante, tolerante e diversificada.

Outubro de 2015 foi finalmente a data em que conheci um bocadinho dos Açores. Durante quatro dias corri São Miguel de uma ponta à outra.

Prevêem-se novas viagens, não sei onde nem quando, é algo ainda a definir e a planear.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *